Este é um blog de opinião. As postagens escritas ou selecionadas refletem exclusivamente a minha opinião, não sofrendo influência ou pressão de pessoas ou empresas onde trabalho ou venha a trabalhar.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

FRASE:

"Eu quase nada sei, mas desconfio de muita coisa."
Guimaraes Rosa

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

UMA VERDADE INQUIETANTE...

Encontrei este belo texto na rede e gostaria de dividir com os amigos. É de uma verdade inquietante...


A Ditadura do Relógio

Por George Woodcock


Não há nada que diferencie tanto a sociedade ocidental de nossos dias das sociedades mais antigas da Europa e do Oriente do que o conceito de tempo. Tanto para os antigos gregos e chineses quanto para os nômades árabes ou para o peão mexicano de hoje, o tempo é representado pelos processos cíclicos da natureza, pela sucessão de dias e noites, pela passagem das estações. Os nômades e os fazendeiros costumavam medir - e ainda hoje o fazem - seu dia do amanhecer até o crepúsculo e os anos em termos de tempo de plantar e de colher, das folhas que caem e do gelo derretendo nos lagos e rios. O homem do campo trabalhava em harmonia com os elementos, como um artesão, durante tanto tempo quanto julgasse necessário. O tempo era visto como um processo natural de mudança e os homens não se preocupavam em medi-lo com exatidão. Por essa razão, civilizações que eram altamente desenvolvidas sob outros aspectos dispunham de meios bastante primitivos para medir o tempo: a ampulheta cheia que escorria, o relógio de sol inútil num dia sombrio, a vela ou lâmpada para onde o resto de óleo ou cera que permanecia sem queimar indicava as horas. Todos esses dispositivos forneciam medidas aproximadas de tempo e tornavam-se muitas vezes falhos pelas condições do clima ou pela inabilidade daqueles que os manipulavam. Em nenhum lugar do mundo antigo ou da Idade Média, havia mais do que uma pequeníssima minoria de homens que se preocupassem realmente em medir o tempo em termos de exatidão matemática.
O homem ocidental civilizado, entretanto, vive num mundo que gira de acordo com os símbolos mecânicos e matemáticos das horas marcadas pelo relógio. É ele que vai determinar seus movimentos e dificultar suas ações. O relógio transformou o tempo, transformando-o de um processo natural em uma mercadoria que pode ser comprada, vendida e medida como um sabonete ou um punhado de passas de uvas. E, pelo simples fato de que, se não houvesse um meio para marcar as horas com exatidão, o capitalismo industrial nunca poderia ter se desenvolvido, nem teria continuado a explorar os trabalhadores, o relógio representa um elemento de ditadura mecânica na vida do homem moderno, mais poderoso do que qualquer outro explorador isolado ou do que qualquer outra máquina.
(...) A princípio, esta nova atitude em relação ao tempo, este novo ritmo imposto à vida foi ordenado pelos patrões, senhores do relógio, e os pobres o recebiam a contragosto. E o escravo da fábrica reagia, nas horas de folga, vivendo na caótica irregularidade que caracterizava os cortiços encharcados de gim dos bairros pobres no início da era industrial do século XIX.
Os homens se refugiavam no mundo sem hora marcada da bebida ou do culto metodista. Mas aos poucos, a idéia de regularidade espalhou-se, chegando aos operários. A religião e a moral do séc. XIX desempenharam seu papel, ajudando a proclamar que "perder tempo" era um pecado. A introdução dos relógios, fabricados em massa a partir de 1850, difundiu a preocupação com o tempo entre aqueles que antes se haviam limitado a reagir ao estímulo do despertador ou à sirene da fábrica. Na igreja e na escola, nos escritórios e nas fábricas, a pontualidade passou a ser considerada como a maior das virtudes.
E desta dependência servil ao tempo marcado nos relógios, que se espalhou insidiosamente por todas as classes sociais no séc. XIX, surgiu a arregimentação desmoralizante que ainda hoje caracteriza a rotina das fábricas.
O homem que não conseguir ajustar-se deve enfrentar a desaprovação da sociedade e a ruína econômica - a menos que abandone tudo, passando a ser um dissidente para o qual o tempo deixa de ser importante. Refeições feitas às pressas, a disputa de todas as manhãs e de todas as tardes por um lugar nos trens e nos ônibus, a tensão de trabalhar obedecendo horários, tudo isso contribui, pelos distúrbios digestivos e nervosos que provoca, para arruinar a saúde e encurtar a vida dos homens.
Nem se poderia afirmar que a imposição financeira da regularidade de horários tenha contribuído a longo prazo para o aumento da eficiência. Na verdade, a qualidade do produto parece ter até diminuído, pois o empregador que vê o tempo como uma mercadoria pela qual tem de pagar obriga o operário a trabalhar numa velocidade tal que a produção forçosamente será de qualidade inferior. O critério passa a ser de quantidade e não de qualidade e já não há mais o prazer do trabalho pelo trabalho. O operário transforma-se, por sua vez, num especialista em "olhar o relógio", preocupado apenas em saber quando poderá escapar para gozar suas escassas e monótonas formas de lazer que a sociedade industrial lhe proporciona; onde ele, para "matar o tempo", programará tantas atividades mecânicas com tempo marcado, como ir ao cinema, ouvir rádio e ler jornais, quanto permitir o seu salário e o seu cansaço. Só quando se dispõe a viver em harmonia com sua fé ou com sua inteligência é que o homem sem dinheiro consegue deixar de ser um escravo do relógio.
George Woodcock

Salvador Dali - "A Persistência da Memória"

ACONTECEU HOJE

1916 - Rasputin, religioso russo que teve grande influência durante o império de Nicolau II, é assassinado por um grupo de aristocratas.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

“O senhor não acredita em Deus”

Sou cristão. Creio em Deus mais do que meus amigos imaginam. Se não gosto de ficar repetindo é para não afastar os que não pensam da mesma forma nem acreditam nas mesmas coisas que eu. Quando respondo a uma pessoa que não conheço muito bem, sou cristão, é tentando ser plural não singular. Isso é respeito.

Sou professor de História e por ter uma tendência ao marxismo e à "história vista de baixo", passo a algumas pessoas a falsa idéia de rebeldia, de insatisfação e de descrença em Deus. O que é uma grande injustiça, porque a Bíblia é sistematicamente usada nas minhas aulas, como livro sagrado que é, como fonte histórica e como amarração dos eventos históricos.

Alguns assuntos na história me emocionam e transformam minhas aulas em algo extremamente positivo (pelo menos é o que dizem por aí). Reforma Protestante, Revolução Francesa e Ditadura Militar são os preferidos. É a ocasião que julgo apropriada para descer a lenha no lombo dos safados usurpadores do povo, dos safados usurpadores do poder e dos safados usurpadores de consciência.

Dessa forma, despertava nos alunos a consciência crítica, e, penso eu, ajudava a formatar novas visões de mundo.

Tudo corria bem naquele ano. A prefeitura tinha dado um aumento, tinha reformado a escola e a Secretária de Meio Ambiente até prometera caixas para a coleta seletiva de lixo (coisa que nunca cumpriu).

Mas eu tinha uma aluna que não me suportava. Deveria ter uns treze anos, mirrada, de saias enormes, cabelos quase na cintura, sempre soltos, nunca ria, mas não me parecia triste. Suas notas beiravam o máximo e só não o atingiam porque faltava nela o conceito de participação.

Tenho o hábito de iniciar com uma prece, uma frase ou uma piada. Ficava observando-a: A prece ela parecia compartilhar, a frase ela anotava no caderno com uma caneta de outra cor, mas a piada, não havia uma que a fizesse rir.

Aquilo me incomodava demais. Qual era o problema? Busquei entre os colegas professores uma explicação. Com eles não havia problema, era alegre, atenciosa, normal.

Assim foi até o final do ano.
Quando na última aula pedi a eles que anotassem numa folha de papel o positivo e o negativo sobre nossas aulas de história e os que quisessem poderiam desabafar ela foi a primeira a pegar a folha e sem a menor dúvida começou a escrever. Foi a primeira e entregar.
Já em casa, venci a ansiedade e após ler todos, peguei seu texto.
Um lado inteiro da folha ela usou para me fazer elogios. Aprendera muito comigo, que as nossas aulas eram ótimas, que gostara de todas as frases, e até das piadas, mas não gostava de mim e apenas por um detalhe, que estava do outro lado da folha.
No outro lado apenas uma frase: “O senhor não acredita em Deus”. Se ela tivesse me perguntado...

Como deve ter sofrido em silêncio durante nossas aulas ouvindo minhas “heresias”, como deve ter orado pela minha alma na igreja, talvez confessado ao pastor sobre os perigos que sua fé estava correndo. Então, fui importante para o fortalecimento das suas crenças.

Nunca mais a vi. Hoje deve ser moça feita, e deve continuar com a mesma impressão.

Se tivesse me perguntado... Diria sem titubear: Acredito sim, minha filha, não talvez da forma que você ainda acredita, mas muito mais do que qualquer um possa imaginar.

domingo, 28 de dezembro de 2008

POEMA

CANTEIROS
Fagner / sobre poema de Cecília Meireles

Quando penso em você
Fecho os olhos de saudade
Tenho tido muita coisa
Menos a felicidade.
Correm os meus dedos longos
Em versos tristes que invento
Nem aquilo a que me entrego
Já me dá contentamento
Pode ser até manhã
Cedo, claro, feito o dia
Mas nada do que me dizem me faz sentir alegria
Eu só queria ter do mato
Um gosto de framboesa
Pra correr entre os canteiros
E esconder minha tristeza
E eu ainda sou bem moço pra tanta tristeza ...
E deixemos de coisa, cuidemos da vida
Senão chega a morte
Ou coisa parecida
E nos arrasta moço
Sem ter visto a vida
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
São as águas de março fechando o verão
É promessa de vida em nosso coração.

ACONTECEU HOJE

1895 - Ocorre a primeira projeção pública de cinema, efetuada pelos irmãos Lumiére.

Auguste e Louis Lumiére

sábado, 27 de dezembro de 2008

O Retorno do Velho Zuza!!!

Ontem na quadra coberta da AABB presenciamos a ressurreição do Velho Zuza, personagem do ator cruzeirense Jorge Luiz.

Quem esteve lá, foi contemplado com um grande espetáculo de humor e retribuiu com boas risadas.

Ao que parece, um show de “marmotagens” do Velho Zuza no final do ano, deve se firmar no calendário dos cruzeirenses que se ressentem de opções na área cultural.

O Show contou com a participação de artistas locais, MPB violão e voz e de pessoas da platéia. Foi simplesmente um espetáculo, bem organizado, construído por várias cabeças, com destaque para o radialista Rafael Gomes, com quem Jorge Luiz divide a responsabilidade no Programa Juruá É Show de Alegria, levado ao ar nas manhãs de domingo pela Rádio Juruá FM.

Valeu Jorge, valeu Rafael! O que fica de nós é o que se fez de melhor e vocês tem feito nas pessoas o que melhor se pode fazer a alguém, que é rir, que é esquecer (pelo menos durante seus shows), que a maldade e a inveja existem, mas só enfeitiçam os corações que os sentem.
Continuem firmes, a cultura juruaense agradece.
Fotos:

Duas do Velho Zuza em açao.


Jorge Luiz e eu.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1492 - Instala-se o primeiro povoamento espanhol na América.

ACONTECEU ONTEM:

Há 2008 anos, aproximadamente (nao há consenso entre os historiadores quanto a data real), o nascimento de Jesus Cristo, em Belém.
336 - A primeira celebração de Natal no dia 25 de dezembro ocorre em Roma.
800 - Carlos Magno é coroado como o primeiro imperador do império romano do ocidente.
1642 - Nasce Isaac Newton, físico e matemático britânico, considerado um dos maiores cientistas da história.
1977 - Morre o ator e diretor de cinema britânico Charles Spencer Chaplin.

............................................

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

O ASSASSINATO DO PAPAI NOEL?

Até aos 11 anos acreditei em Papai Noel. Não tinha o direito de duvidar, mesmo porque invariavelmente, todos os anos, fosse qual fosse a situação econômica do país ele aparecia lá por casa.

Era o tipo de mistério que nunca me fez perder o sono. Só às vezes, em sonho, me imaginava desvendando seu segredo e como uma maldição ou truque de mágica, da forma que a mãe falava pra gente, ele sumia. Por aquela época, as minhas crenças já andavam avariadas.

Em Porto Walter, corria (se arrastava, é melhor) pelo mês de dezembro o ano de 82. Meu pai, hoje sexagenário, tinha a mesma idade que tenho hoje, e minha mãe contabilizava já o oitavo filho, (a Dani, que ouvi nascendo no quarto ao lado). Naquele ano, perdi a crença na cegonha, no Serginho Chulapa e no Papai Noel.

Pela manhã do dia 25, depois da missa celebrada pelo Padre Jorge, ali mesmo na frente da igreja, onde as pessoas ficavam conversando depois da missa, assassinaram o Papai Noel.

Foi o Alcidemar da Tia Darcy quem espalhou a notícia. Durante a noite, já desconfiado, não se deixou vencer pelo sono e surpreendeu a própria mãe colocando presentes nos sapatos embaixo das camas. O Cida é, pelo menos para mim, o meu assassino do Papai Noel. Não o culpo totalmente, mais cedo ou mais tarde eu acabaria descobrindo também.

Perdendo a inocência, mesmo que eu não acreditasse (em segredo, é bem verdade), todos os anos ele supria as necessidades mais necessárias. Um sapato, uma muda de roupa, uma cueca, um caderno, e às vezes até um brinquedo.

Hoje, tenho tudo, além até do que pedi a Deus. Posso comprar muita coisa, posso nem querer certas coisas, mas as boas lembranças daqueles anos de dificuldades e suas grandes lições de humildade, não há dinheiro que compre.

Quantos não foram os cachos de banana, as mãos de milho ou os paneiros de farinha, que meu pai teve que trocar nos botequins da vila para garantir aos filhos a tradição natalina...

Papai Noel existe. Lenda inocente e serviçal do capitalismo. Não importa! Na minha casa e na casa de minha mãe, ele continuará sobrevivendo, pois é uma espécie de passaporte para as lembranças de um tempo de fantasia, de sonhos, de dificuldades, de fé e de esperança.

Esta é a minha lembrança do Natal.


FELIZ NATAL!

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

POEMA DE NATAL

Natal de Paz

É de paz o sonho que acalento
neste tempo de Natal que vem chegando...
Paz nos lares, nos homens e no mundo.
Paz, que os anjos vieram proclamando...

É de paz o abraço que preparo
para ofertá-lo ao amigo certo.
Paz de achegar-se, terno e comovido.
Paz de quem tem o coração liberto...

E assim percorro sendas de esperança
querendo a paz daquele que encontro
qual mensageira de um tempo fraterno,

Tempo de claro entendimento humano
de vivências partilhadas entre tantos,
experiências e paz, com gosto eterno!

Marieta Borges Lins e Silva
Recife/PE

ACONTECEU HOJE:

1524 - Morre Vasco da Gama, explorador e navegador português, o primeiro europeu a chegar à Índia, pela rota que rodeia a África.
1865 - Fundada nos Estados Unidos, a Klu Klux Klan, organização terrorista secreta.

1986 - A Lei do Ponto Final poe fim ao julgamento dos crimes da ditadura militar na Argentina (76-83) As maes da Praça de Maio, familiares das vítimas protestam.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

JÁ VAI TARDE! VADE RETRO!!!

Agora que a Madona foi embora, vamos conversar um pouco.

E por que só agora? Em respeito a você, ora, que talvez seja um dos milhões de alucinados que gastaram até 4 salários mínimos para vê-la um pouco mais de perto. Que acham ela a pessoa mais importante do mundo e que se morresse pisoteado durante um de seus shows morreria feliz desde que fosse ouvindo “Like A Virgin”.

Não gosto da Madona. Talvez da Louise Verônica Ciccone (seu verdadeiro nome), a pessoa dela, debruçado sobre sua história de superação, de perseverança, pode até ser, mas da Estrela Madona, seu mito e a sua irrelevância, seria muito esforço.

Não é por preconceito contra mulheres de 50 anos que andam se arreganhando por aí, na frente de todo o mundo, porque até que gostava da Dercy que tinha 100 e ás vezes (quase sempre) também fazia das suas. Também não é porque seja estadunidense, porque gosto do John Secada e do Michael Bolton.

Quem sabe, por que ela é loira, heim? (talvez você pense), também não é, porque também não gosto da Xuxa, da Hebe, do Supla (sei lá...), porque gosto da Marília Gabriela, da Angélica, da Ana Maria Braga...

Não gosto mesmo, porque decidi não gostar, da mesma forma que fiz com o Michel Jackson, o Prince, o Latino, o Marcelo D2, o Padre Antonio Maria, o Marcelo Crivela, a Mara Maravilha, o Lobão, Chitaozinho e Xororó, muito menos do Tom Jobim e do João Gilberto (vixe! quer ser intelectual e não gosta do João nem do Tom? Pois é, não gosto, nem pretendo ser intelectual).

Não gosto, simplesmente porque sou um apaixonado por música, e esses caras todos nunca terem cantado uma música que me fizesse querer aprendê-la para pelo menos cantarolar no banheiro.

É por isso que não gosto da Madona. Em tantos anos de sucesso, ela deveria ter gravado pelo uma música que prestasse. Você conhece alguma música da Madona que foi ou é um grande sucesso? “Don’t Cry For Me Argentina”, não vale.

Se ela nunca mais gravasse coisa alguma, você sentiria muita falta a ponto de morrer de desgosto? Nem eu.

Veio, impôs o que quis, esnobou um povo que se rebola em todo samba apenas para sobreviver, atrasou o início de alguns shows, fez umas marmotas, pegou o dinheiro dos bestas e foi embora. Graças a Deus, amém Jesus!.

Então, Madona, te esconjuro com a tua esquisitice e insanidade. “Vade retro!”

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

CHICO MENDES

1988 - O seringueiro acreano e ecologista Chico Mendes é assassinado.

Imagens do líder seringueiro.


O Programa Fantástico do dia 14 apresentou uma reportagem sobre a saga do homem que mesmo sabendo que seria morto não hesitou quanto à defesa da floresta.


O programa deu voz ao mandante do crime (Darly Alves). Seu depoimento é um exemplo de cinismo e pouco caso com a vida humana que ele decidiu interromper.


Taí um exemplo de que cadeia nao conserta ninguém. Vinte anos depois, o "juiz" Darly segue humilhando os que não pensam como ele.


Trechos da reportagem de Ernesto Paglia:


"Eu fico insultado porque o homem não valia nada. Ele nunca foi seringueiro, o homem nunca trabalhou. Nunca pagou imposto”, afirma Darly.


Darly continua negando o crime, se diz injustiçado na terra, confia na Justiça dos céus e culpa a vítima pela própria morte. "O matador não é quem puxa o dedo, é quem provoca a morte. Ninguém matou Chico Mendes. Quem se matou foi ele mesmo, provocou a morte dele. Não porque ele mexeu só comigo, ele mexeu com todo mundo”, ele diz.


Quem quiser entender o recado que entenda. Com Darly por perto, não se pode pensar diferente.

Mais em: http://www.chicomendes.org/

sábado, 20 de dezembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1699 - Pedro, o Grande, anuncia a adoção de um novo calendário russo, cujo ano novo começaria em 1º de janeiro, e não mais em 1º de setembro.
1963 - Começa na Alemanha o Julgamento de Auschwitz, em que são julgados 22 ex-guardas do antigo campo de concentração nazista.
1963 - Fundaçao da Contag (Confederaçao Nacional dos Trabalhadores na Agricultura).

......................................................
Hoje é

* Dia da Bondade e Dia do Mecânico. Parabéns em dobro ao meu amigo Joao Carlos.

..............................................

Há 36 anos...

Anteontem, há 36 anos o mundo foi testemunha de um dos maiores bombardeios da história desde 1945 com as duas bombas atômicas lançadas sobre o Japão.
Foi o bombardeio das tropas norte-americanos sobre o Vietnã do Norte em 18 de dezembro de 1972.
Duas imagens simbolizam a barbárie patrocinada pelos “donos do mundo”.
Atingida pelo Napalm, Pham Thi Kim Phuc, uma menina de nove anos, desesperada corre sem roupas (que haviam sido queimadas pelo bomberdeio) em meio ao povo. O fotógrafo Nic Ut capturou a imagem do terror. Depois, o fotografo levou-a para um hospital onde ela permaneceu 14 meses sendo submetida a várias cirurgias de enxerto de pele.Uma mãe atravessa um rio com os filhos durante a guerra em 1965 tentando salvá-los das bombas americanas

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

DA SEÇÃO VARIEDADES: ASTRONOMIA

Você nasceu em Ofiúco?

Como é que é? Ofiúco? Calma, não é xingamento, nem um verme tipo “oxiúro”. É Astronomia, gente. Astronomia? ai, ai, ai...

Ë sério, mas lamento informar aos nascidos entre 30 de novembro a 17 de dezembro, que eles não pertencem mais nem ao signo de escorpião nem a sargitário. Para desespero dos astrólogos, e para a Astronomia e a Física moderna, essas pessoas pertencem ao signo de OFIÚCO.

Pois é, contrariando a Astrologia, a Astronomia prevê que o Sol atravessa 13 constelações zodiacais ao longo do ano e não apenas 12. Logo, devem ser 13 signos e não apenas 12! O décimo terceiro signo é Ofiúco, a constelação do Serpentário.

Entretanto, a Astrologia ignora tal fato que é real e de fácil observação por qualquer pessoa atenta, com paciência para olhar o céu (com o equipamento certo, né?) entre 30 de novembro e 17 de dezembro quando o Sol estará dentro dos limites da constelação de Ofiúco.

Com isso, o Zodíaco passaria a ter não apenas 12 signos, mas 13. "Não é fantástico?"

Fique “trunquilo” (como dizia o Timóteo). Se você é daqueles que não arreda pé das suas convicções, não sai de casa sem dar uma espiadinha no horóscopo e vai perder o sono, preocupado com a mudança do seu ascendente ou descendente, esqueça e continue assim mesmo. Esqueça.

Ophiuchus (em latim) significa Caçador de Serpentes e é representado por um homem segurando uma serpente.
Por que até hoje os astrólogos esconderam Ofiúco? Tire suas conclusoes.

Então, sem querer ser estraga prazer, sugiro que reveja seus conceitos e suas crenças. Ofiúco existe, quer você acredite, ou não.
Gravura da 13ª constelação do Zodíaco.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1989 - Fernando Collor de Mello é eleito presidente da República nas primeiras eleições presidenciais diretas realizadas no Brasil em 29 anos.

1994 - Com a assinatura do protocolo de Ouro Preto, Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai criam o Mercosul.

1996 - Comando do Movimento Revolucionário Tupac Amaru toma a residência do embaixador do Japão em Lima. O exército invade a mansão e mata os 14 guerrilheiros.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1770 - Nasce o compositor Ludwig Von Beethoven.

1793 - Aos 24 anos de idade, Napoleão Bonaparte é nomeado o mais jovem general da França, por sua vitória diante dos ingleses em Toulon.

1830 - Morre Simon Bolívar, militar venezuelano, líder da revolução que culminou com a independência de vários países da América do Sul.
..........................................................

FRASE:
"Todo o homem luta com mais bravura pelos seus interesses do que pelos seus direitos".
N. Bonaparte
FOTO:

A pergunta que não quer calar: Alguém poderia me explicar por quê esse sujeito na imagem (Bonaparte) só posava para retratos com a mão no sovaco?

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1992 - O governo de El Salvador e líderes da guerrilha esquerdista do país declaram o fim da guerra civil que havia durado 12 anos. A guerrilha da Frente Farabundo Martí increve-se como partido político.

...........................................................

CURIOSIDADES:

A origem da expressão "Lavagem de Dinheiro".

Conta-se que o termo laundering money (lavagem de dinheiro em inglês) surgiu nos Estados Unidos e teria sido criado por famosos gangsters, que utilizavam uma rede de lavanderias em Chicago para esconder o dinheiro de suas atividades ilegais nos anos 20.

A expressão “lavagem de dinheiro” é utilizada por diversos países. Conheça suas variações:
Portugal/Espanha: Branqueamento de dinheiro.
França: Blanchiment d’argent.
Estados Unidos: Money laundering.
Alemanha: Gueldwaschen.
Itália: Reciclaggio.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Aviso aos visitantes

Para melhor divulgaçao, em 1º de janeiro/2009, estarei mudando o endereço do Blog para http://blogdofranciney.blogspot.com.

FOTO:

Rua Boulevard Thaumaturgo (adoro essa redundância) inundada por uma chuva de 15 minutos.

HUMOR ECOLÓGICO.

Deu num jornal:

“Vaga-lume míope sofre terrível acidente tentando transar com um cigarro.”

ACONTECEU HOJE:

1503 - Nasce o astrônomo francês Michel de Nostradamus.
1799 - Morre George Washington, primeiro presidente norte-americano.
1911 - O explorador norueguês Roald Amudsen torna-se o primeiro a chegar no Pólo Sul.
1997 - Sob pressão dos países ocidentais, Saddam Hussein promete colaborar com a ONU e abrir oito palácios do Iraque para a inspeção de armas químicas.

.....................................................

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1877 - Morre José de Alencar, romancista brasileiro, autor de O Guarani e criador da ABL.

1913 - Recuperada num hotel de Florença a Mona Lisa de Leonardo da Vinci, que fora roubada dois anos antes do Museu do Louvre em Paris.

1991 - A Coréia do Norte e a Coréia do Sul assinam acordo histórico de reconciliação, cooperação e não-agressão, após 46 anos de estado de guerra.

1821 - Nasce em Rouen na França, Gustave Flaubert, autor do ramance Madame Bovary. É um dos representantes mais importantes do romance realista. Pela obra citada, foi acusado de imoralidade e levado a julgamento.
Frases de Flaubert:
Salvo se formos cretinos, morremos sempre na incerteza do nosso próprio valor e do da nossa obra.
Para se ter talento é necessário estarmos convencidos de que o temos.
A mulher é uma criatura normal sobre a qual fizeste uma bonita imaginação.
Ele andava à roda no seu desejo como o preso no cárcere.
O que o dinheiro faz por nós não compensa o que fazemos por ele.
Ser estúpido, egoísta e ter boa saúde, eis as condições ideais para se ser feliz. Mas se a primeira vos falta, tudo está perdido.
A recordação é a esperança do avesso. Olha-se para o fundo do poço como se olhou para o alto da torre.
Não desculpo de modo algum aos homens de ação que não vençam, uma vez que o êxito é a única medida do seu mérito.
Aos incapazes de gratidão nunca faltam pretextos para não a ter.
A medida de uma alma é a dimensão do seu desejo.
À medida que nos elevamos na escala dos seres, a capacidade nervosa aumenta, ou seja, a capacidade de sofrer. Sofrer e pensar seriam então a mesma coisa?
Nada é mais humilhante do que ver os tolos vencer naquilo em que fracassámos.
Eu não tenho nenhuma coragem, mas procedo como se a tivesse, o que talvez venha dar ao mesmo.
Não se faz nada de grande sem fanatismo.
Um povo de ateus não poderia subsistir.
O sucesso é uma consequência e não um objetivo.
Pode fazer-se tudo, salvo fazer sofrer os outros: eis a minha moral.
O cúmulo do orgulho é desprezar-se a si próprio.
O autor na sua obra, deve ser como Deus no universo, presente em toda a parte, mas não visível em nenhuma.
Cuidado com a tristeza. Ela é um vício.
O coração é uma riqueza que não se vende nem se compra. Presenteia-se.
Talento é paciência sem fim.
Todas as bandeiras se encheram tanto de sangue que é tempo de as banirmos por completo.
Gustave Flaubert

FOTO - HISTÓRIA

A fotografia histórica, marca a visita do Min. dos Transportes Mário David Andreazza (1918 - 1988) a Cruzeiro do Sul no dia 04.02.1971.
Detalhes da fotografia: No segundo piso da prefeitura, no lado esquerdo, o Coronel-Ministro é entrevistado por um repórter da Rádio Voz dos Náuas enquanto o prefeito Tota e o resto dos curiosos observam.
No centro escrito numa faixa está: "Cruzeiro do Sul confia em Andreazza na presidência".
A iniciativa das faixas certamente partiu do prefeito ou de um subordinado mais graduado que estava muito feliz com a ditadura militar e ansejava pela sua continuidade.
Em tempo, Andreazza figura na história como o mentor do maior e mais arrojado plano de integraçao da Amazônia através da Rodovia Transamazônica, ou como preferia um professor que tive, entregaçao da regiao aos aventureiros paulistas.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

HOMENAGEM AO ARTISTA: Egino

Dias atrás, me deparei com um grande artista na fila do banco. Aquele cara é quase o mesmo de 20 anos atrás. Pouco mudou desde 1989 quando o vi pela primeira vez defendendo uma canção num Festival da Canção Cruzeirense. A canção era Porvir e o artista em questão, atende pelo nome de Egino Costa.

Egino é um camarada daqueles de quem é fácil ser amigo. É simples como devem ser todos os camaradas e extremamente talentoso como devem ser os grandes artistas. É dele a melhor interpretação de “ABC do Preguiçoso” que ouvi, com uma voz de falsete inesquecível. Já esteve beirando o abismo, mas mãos poderosas o resgataram e ele segue sua vida, simples e digna.

Entretanto, para a cultura cruzeirense (dos novos donos dela, digo), permanece um anônimo.

Não para a minha geração, não para os que o ouviram e o viram consagrar-se naquele dia no Igarapé Preto.

Impossível olhar para Egino e não associa-lo aos festivais, principalmente aquele de 1989, onde conseguiu emplacar as primeiras colocações (1º e 2º) com as músicas Porvir e Pra Pescar o Luar respectivamente, ambas escritas pelo jovem comunista e ex-seminarista Edvaldo Magalhães.

Suas participações em festivais foram: 1988 (2º colocado com a música Rolo Compressor de Edvaldo Magalhães), 1989 (1º e 2º lugares), 1990 e 1991(3º lugar).

Vivêssemos já àquela época, a era do CD e da liberdade fonográfica, poderíamos hoje apreciar duas belas composições musicais, embora eu seja um daqueles que nunca perdem a esperança. Diga lá Egino, cadê o CD, rapaz?

Ë fazedor de arte, domina os sons e interpreta como poucos que conheço. Qualquer trabalho sério sobre a área cultural musical do Juruá, principalmente no final dos anos 80, não poderá ignorar a sua contribuição.

ACONTECEU HOJE:

1826 - Morre no Rio de Janeiro Dona Leopoldina, primeira imperatriz do Brasil.
1946 - As Nações Unidas fundam em Nova York a Unicef, entidade voltada para o atendimento das necessidades básicas dascrianças no mundo.

1992 - O Gal. Thaumaturgo Sotero Vaz, do CMA, declara que os mortos na guerrilha do Araguaia (1972-1974), foram enterrados clandestinamente em cemitério de Xambioá, TO. Em 93 é denunciada a queima dos corpos de guerrilheiros na serra das Andorinhas, PA.

......................................................
Hoje é...

Dia do Agrimensor, do Arquiteto, do Evangelho, do Tango...

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

RETORNEI:

Depois de uma longa ausência de 03 dias, retornei de Porto Walter confortavelmente instalado numa rede armada num enorme batelão, ouvindo músicas do Pink Floyd e deletando alguns arquivos.

Ontem, durante a missa de encerramento do novenário resolvi excluir da minha vida alguns programas corrompidos que tinham sido instalados há muitos anos e que por não necessitar mais deles só estavam sobrecarregando a memória. Mantive a família, o emprego, os bons amigos, o livro e o blog.


Vim calculando pensamentos... e pensando em não fazer nada muito sério nos próximos dias, nem pelos meus últimos 63 anos de vida.

Partimos às 8:30 da manhã e em menos de 8 horas de viagem revi com saudade, da boca do Môa, os morros, as antenas de transmissão e a torre da catedral. A cidade que escolhi para viver. (que dramático, heim?)


É muito bom estar em casa.

...............................................................
ACONTECEU HOJE:
1860 - Concedido pela primeira vez na história o direito ao voto às mulheres. O fato ocorreu em Wyoming, nos Estados Unidos.
1915 - O automóvel Ford número um milhão sai da linha de montagem.
1948 - A Assembléia Geral das Nações Unidas proclama a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
1996 - Nelson Mandela assina uma nova Constituição na Africa do Sul e põe fim ao regime racista do Apartheid.
1998 - José Saramago recebe o Prêmio Nobel da Literatura. É a primeiro autor de língua portuguesa a receber a premiação.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Em Porto Walter(Fotos)

Contrariando frase anteriormente postada(promessa é dúvida), abaixo algumas fotos de Porto Walter. Os vários aspectos da festa (novenário) observados pela minha Samsung 8.1




............................................................

domingo, 7 de dezembro de 2008

Em Porto Walter:

ACONTECEU HOJE:
1917 - Os Estados Unidos entram na primeira Guerra Mundial e declaram guerra contra o Império Austro-Húngaro.
1994 - Começa o julgamento do presidente Fernando Collor e do tesoureiro de sua campanha presidencial, Paulo César Farias.

.......................................................

EM PORTO WALTER.

Estou em Porto Walter. Vim para realizar algumas entrevistas para o livro e acompanhar as últimas noites do novenário da Imaculada Conceição. Por isso me ausentei ontem. Gosto de estar aqui, a culpa de minha mãe que enterrou o meu umbigo ali pelas bandas do Bairro da Maloca. É por aqui que gosto de passear sempre que me encontro em liberdades.

O Juruá começa a tomar água e a reocupar os espaços cedidos aos agricultores durante o verão. Tem chovido diariamente, mas nada que afaste as pessoas da festa.

Por aqui há um grande movimento de pessoas tanto na igreja como no comércio.

O novenário é o momento dos reencontros e do avivamento da fé. Este ano tenho notado uma maior participação das pessoas. Mais organizado também, fruto do trabalho de muitas mãos, com destaque para o Padre Nonato, as freiras, o Professor Sebastião e tantos outros organizadores.

É incrível como estar na igreja me sensibilizou e me fez reviver a infância, ao participar da missa de primeira comunhão de 34 crianças, no domingo pela manhã. Serão elas que ajudarão a manter acesa a chama da fé.

Na primeira oportunidade compartilharei algumas fotos destes dias de ócio e amadurecimento de novas idéias.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Os INCOMODADOS QUE SE RETIREM

Negou-me a natureza, alguma habilidade musical, a coragem do vaqueiro, a desenvoltura da dança, o drible perfeito, a velocidade do atleta, a estatura suficiente e tolerável, o desembaraço do discurso improvisado, a loucura do herói, a paixão religiosa, e quem sabe até, a crença no analista.

Por outro lado, talvez como uma compensação ou compaixão natural, cresci invocado, sempre no improviso, me esquivando, planejando, pensando mais do que poderia efetivamente realizar. Nunca desafiando gigantes, mas sempre lhe tirando a medida, observando-lhe as fragilidades para melhor vence-lo.

Também, nunca me encontrei sem uma opinião. Por isso não posso aceitar que alienígena nenhum, fale mal da nossa cidade, menosprezando-a apenas porque não é daqui, e fazendo questão de não ser.

Eis então uma indigesta opinião, que pela situação que ocupava naquele momento não pude dar:

Por alguns anos estive pensando em conhecer o mundo. Aí me dei conta de que ainda não conhecia Rodrigues Alves, Thaumaturgo, o Ramal dos Carobas, o Gama, e tantos outros lugares e pessoas da minha própria região. Afinal, o que poderia encontrar de bom numa grande cidade? Me diga, (desculpe pela gramática) sinceramente, o que existe no Rio ou em São Paulo que não possa ser encontrado em Marechal Thaumaturgo ou em Porto Walter?

Os babacas logo dirão: Um shoping, um metrô, um viaduto, uma casa de baladas, e por aí vai a cretinice e o excremento cerebral de alguns conhecidos.

É, meu amigo, nesse particular você tem razão. Realmente não temos shopings, viadutos, metrôs, nosso trânsito não tem engarrafamentos, não temos seqüestros, internet, ôpa! Aí já muda de figura. Temos sim, e internet banda larga, fibra ótica. E porque temos, estamos conectados ao mundo, estamos globalizados.

Por isso mesmo, porque sêmo do interior mais num sêmo besta, é que vemos e comparamos a “felicidade” e o “progresso” dos civilizados e bestializados centros urbanos, a nossa vidinha simples e monótona de cidadezinha do interior.

Dirão eles: só mesmo vendo de perto, para entender o que é um grande centro urbano. Será verdade? Se fores cristão, deves ter uma idéia do inferno, mesmo sem precisar sentir o mormaço das caldeiras nem a pressão das moendas do inimigo. Da mesma forma, não preciso conhecer as grandes cidades para odiá-las.

Para que servem os engarrafamentos? Para que servem os sequestros? Para que servem os shopings quando não se tem dinheiro?

Para que servem as milícias, os comandos dos morros, os donos de boca?

Também temos nossos bandidozinhos, infelizmente, mas nossos ladrões e malfeitores são tipos inocentes, amadores, que assaltam a lotérica e compram passagem na Gol, ou aprendizes imitadores dos ladrões e traficantes que a mídia do eixo Rio-São Paulo idolatram e elevam á condição de heróis.

Nossos ladrões e malfeitores, o terror do bairro (cada bairro tem os seus), são os filhos da comadre tal, que foram criados junto com os meus filhos, um deles é até meu afilhado. É assim.

Nos ressentimos ainda, e bastante, de um estudo sociológico e mesmo psiquiátrico sobre o perfil mental da população do Juruá. Temos uma inexplicável vocação para o estoicismo e à auto-flagelação. Temos uma tendência mórbida que nos impele para o suicídio. Suicídio político, penso...

Assim tem sido na política. Necessitamos de heróis, de homens valentes. Quanto maior a valentia e a humildade do candidato, maior o número de votos. Papais-noéis, fadas, princesas, duendes e monstros têm deitado e rolado sobre a nossa cretinice e abstração.

Se somos a rota da droga, quem são os consumidores?

Nossa região realmente não possui os atrativos que os caras do sul-sudeste apreciam. Nosso povo serve água, manda entrar, deixa usar o banheiro, convida para almoçar, visita doentes, vizinha, partilha.

Numa coisa meu interlocutor tem razão: Ao longo dos anos, temos feito a riqueza de muitos perdulários. Assim foi no seringal, assim é nas mercearias da cidade. Por nossas origens estarem com os pés fincadas no sistema de aviamento dos antigos seringais, temos um espírito subserviente, precisamos de patrões.

Quando vamos ao comércio, não compramos no comércio tal, compramos no fulano de tal. Compramos uma gasolina caríssima e nos admiramos com a "bondade" do dono do posto em sortear uma moto ou um carro entre os clientes.

Por aqui, Deus tem sido muito mais paciente e amoroso, apesar de todos os nossos pecados (os das escolhas políticas são os maiores).

Por nossas origens, guardamos conosco um sentimento de perseguição, nos fazemos de vítimas. Como se ainda vivêssemos no seringal e em cada um deles houvesse um capataz-matador de seringueiros, como se ainda não pudéssemos “tirar saldo” sob o risco de recebê-lo como uma descarga de papo-amarelo a poucos metros do barracão.

Um sentimento de perseguição... Apesar das escolas, das universidades.

Os que mais reclamam da falta de oportunidades, são os que menos se deram uma oportunidade. Quer um exemplo? Pense num amigo seu que sempre foi dedicado, tirava boas notas, lia, se informava, tinha idéias, sugeria. Seu amigo cdf vive reclamando da sorte, ou está tranqüilo?

Mas aos poucos vamos conhecendo suas artimanhas e nos precavemos.

Aos poucos, lentamente mesmo, nosso povo vai descobrindo que o salvador da pátria foi uma criação da Rede Globo e que o "Sassá Mutema" sobrevive hoje, da venda das antenas parabólicas Century.

Portanto, aventureiros, civilizados e preconceituosos homens do sul, deixem-nos com nossos pecados e manias. Saberemos ir tocando nossas vidas com as dificuldades de cada momento. Nossa história, centenária, está cheia de exemplos. Não tememos desafios, porque somos forjados com a bravura dos melhores sertanejos e guerreiros da floresta, mesmo à revelia de muitas coisas.

Simples assim: Os incomodados que se retirem.

ACONTECEU HOJE:

1791 - Wolfgang Amadeo Mozart. Morre em Viena le é enterrado em uma vala comum, devido a sua pobreza, sem lápide ou epitáfio.

1792 – Revolução Francesa. Começa, na Assembléia Nacional, o julgamento do rei Luis XVI que terminaria guilhotinado.

1889 - Exilados. Dom Pedro II e sua família chegam a Lisboa após deixar o Brasil devido à Proclamação da República.

1946 - Nova York é eleita sede permanente das Nações Unidas.

1967 - Ditadura Militar. É criada a Funai, a Fundação Nacional do Índio.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

DITOS MALDITOS:

“Passarinho que canta muito, caga no ninho”.

Variante chula para: “Muito trovão é sinal de pouca chuva” e a “Cachorro que late não morde”.

Pode ser usada para diminuir alguém muito vantajoso, muito fobento, tipo daqueles que quando você pensa que ele vai perder uma disputa, ele dá três saltos mortais, um mata-
leão, algema e capa sozinho.

A frase pode ser usada em qualquer situação, o problema é que se o indivíduo for o que realmente diz, você pode se meter em uma esparrela.

Autores: vários, principalmente usando as referidas variações.
.......................................................

ACONTECEU HOJE:

1154 – Eleição de papa. Nicolas Breakspear, um inglês, é coroado como Papa Adriano IV.

1972 – Reiniciam em Paris as negociações para pôr fim à guerra do Vietnã.
.......................................

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Aconteceu lá pras bandas do Guajará.

Eles tentam negar, mas o povo mais antigo não me deixará sem testemunha.

Foi há muitos anos, talvez numa época que o satanás ainda vivia preso.

Comentam, que o delegado de lá tinha um motorzinho Clinton que de tão ruim, mal regulado, trepidava tanto, mas tanto, que um dia aconteceu um causo pra lá de improvável.

O delegado veio a Cruzeiro do Sul fazer compras e para servir de companhia trouxe um macaquinho de estimação na proa da canoa.

Na saída, deu uma banana de rancho para o parceiro.

Acontece que a trepidação do motor era tão forte, mas tão forte, que o pobre macaco passou a viagem tentando comer a banana e não conseguia acertar com a boca.
Calcule!

ACONTECEU HOJE:

1530 - A expedição de Martim Afonso de Sousa, parte em direção ao Brasil para iniciar a exploração efetiva da nova colônia portuguesa.
1879 – O mundo conhece a lâmpada elétrica.
1967 – Realizado na África do Sul o primeiro transplante de coração humano.
.......................................................

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Canudos não se rendeu...

ACONTECEU HOJE:
1956 - Fidel desembarca com 72 homens em Cuba e inicia a guerrilha em Sierra Maestra.

1902 – Posta à venda nas livrarias a primeira edição da obra Os Sertões de Euclides da Cunha. Polêmica e indigesta, a obra é uma denúncia de barbárie. É o inventário de um massacre. Uma vitória que nosso exército não pode e nem deve se orgulhar.

Uma citação oportuna, que fecha a obra.

"Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda a história, resistiu até ao esgotamento completo. Expugnado palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5, ao entardecer, quando caíram os seus últimos defensores, que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosamente 5 mil soldados.

Forremo-nos à tarefa de descrever os seus últimos momentos. Nem poderíamos fazê-lo. Esta página, imaginamo-la sempre profundamente emocionante e trágica; mas cerramo-la vacilante e sem brilhos..."
Euclides da Cunha, Os Sertões
...................................................................

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Aconteceu hoje:

1989 - João Paulo II recebe no Vaticano Mikhail Gorbatchov. Foi a primeira visita de um líder soviético ao Vaticano desde a Revolução Russa em 1917.
1994 – Toma posse na Presidência do México, Ernesto Zedilho, do Partido Revolucionário Institucional.
.............................................................
Pois é, entramos no último mês do ano de 2008. Como diziam os Teletubies, é hora de dar tchau.
Mas caso reste ainda algum negócio mal resolvido em sua vida, ainda dá tempo de tentar uma solução satisfatória.
Daqui até o dia 25 tem muito chão, muita poeira, e pelo visto, muita água para cair.

domingo, 30 de novembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1913 - Com o filme Making a Living, Charles Spencer Chaplin inicia a carreira que o tornaria um mito na história do cinema em todos os tempos.
1935 - Morre Fernando Pessoa, o maior poeta da Língua Portuguesa, aos 47 anos, de complicaçoes hepáticas.

Dois gênios da arte e do pensamento.



Hoje é domingo.

Dia de ir à missa, ao culto, ao terreiro, ao bar, à fuzarca, de torcer pelo Coritiba, depende da sua fé.

Ontem fui questionado por um amigo: “Porra cara, acessei teu blog e não encontrei nenhuma piada. Como é que tu anuncia humor e não cumpre?”

Meio despreparado, respondi: Meu irmão, aquilo é um blog "sério", e além do mais, a minha religião não permite ficar inventando coisas. Mesmo assim, contrariando meus princípios, a partir de hoje passarei a postar algumas:
Aliás, tem uma de pobre...
..................................................................

Casal sortudo
Um pobre chega correndo em casa gritando e eufórico diz à mulher:
- Pode fazer as malas. Ganhei na loteria!
Com os olhos brilhando de felicidade, a mulher pergunta:
- Amor, eu preciso pegar roupa de inverno ou de verão?
Ele responde:
- Pegue todas. Você vai embora!

sábado, 29 de novembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1888 - O físico alemão Heinrich Hertz prova a existência das ondas eletromagnéticas, o que possibilita a telegrafia sem fio.
1947 - Osvaldo Aranha preside em N. York a assembléia da ONU que partilha a Palestina.
1966 - Che Guevara na Bolívia. Já em plena atividade de guerrilha, um grupo formado por Tumaini, Urbano, Inti e o próprio Che, saem para explorar um lugar para montar novo acampamento.

....................................................
PENSAMENTO:
"A medida da vida não é a sua duração, mas a sua doação."
(Peter Marshal)

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

NÃO CUSTA NADA SABER:

Já andei pensando em fazer uma tatuagem. Como foi por pouco tempo, logo desisti. Já pensou se tatuo uma borboleta? Nada contra elas, nem contra os tatuados.
Meio por acaso, encontrei na grande rede um material de grande valor informativo. Fala sobre o significado das tatuagens de cadeia, ou pelo menos, daquelas que tem significado.
Muito cuidado. Dependendo do desenho, do tamanho e da região do corpo onde é realizada, pode significar muitas coisas. Exemplos:
1º. A cruz com as duas velas, identifica o elemento de alta periculosidade. A cruz com o crânio, tatuada no meio das costas, identifica um elemento "ponta firme". . O coraçao flechado identifica, literalmente, homossexualidade passiva.
3º. A caveira com a espada atravessada identifica um matador de policiais.
4º. Uma pistola tatuada na perna: Elemento praticante de assalto com morte.
Além dos pontos tatuados nas maos e no rosto:

E muitas outras formas, como dragoes, fadas, sacis, sereias, tribal, e seus "sentidos". Omitidas aqui pelo limitado espaço do blog.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1807 - A corte portuguesa decide transferir-se para o Brasil fugindo da invasão francesa que ameaçava Lisboa.
1934 - Começa a funcionar no Rio Grande do Sul a primeira refinaria brasileira de petróleo, a Destilaria Rio-Grandense de Petróleo.
1942 – Em plena Guerra Mundial, estréia em N. York o filme Casablanca, com Humphrey Bogart e Ingrid Bergman. Engajado contra o nazismo, CASABLANCA recebeu três oscars (melhor filme, melhor diretor e melhor roteiro) além de ser indicado em mais cinco categorias (melhor ator, ator coadjuvante, fotografia, ediçao e trilha sonora). Casablanca é um clássico para os apaixonados. Foto do cartaz de lançamento.


segunda-feira, 24 de novembro de 2008

PENSAMENTO:

“Sê plural, como o universo.”
(Fernando Pessoa)

domingo, 23 de novembro de 2008

IMAGEM (para refletir):

Para cegos, surdos e ingratos - O novo terminal de passageiros do aeroporto de Cruzeiro do Sul a ser inaugurado nos próximos dias.

ACONTECEU HOJE:

1891 - O marechal Deodoro da Fonseca, não querendo arriscar a possibilidade de uma guerra civil, renuncia à presidência do Brasil.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

DITOS MALDITOS:

Mais uma frase daquelas...

“Está com o papagaio muito alto”.

É um apelo à humildade e à reflexão. Semelhante, mas não equivalente à “Está muito saído!”.
Bastante usado por minha mãe para ameaçar os mais ousados, por isso que as duas expressões não se equivalem. Ficando esta última para alertar apenas.

Geralmente são os filhos que se encontram nessa ameaçadora situação. Isso acontece porque os pais que os amam muito lhes “deu linha” e agora, arrependidos, com medo de perdê-los, precisam encurtar os seus vôos.

Caso seja você que se encontra com o papagaio muito alto, o que dependendo do vento é inevitável, só há uma coisa a fazer: “descair” um pouco e não chamar muito a atenção.

O maior perigo que uma pessoa que está com o papagaio muito alto corre é ter algum gaiato usando cerol.

Autores: minha mãe, talvez a sua, a do seu amigo...
...................................................................................................................................................................

BOM DIA MEU AMIGO! Luiz Alcinei Sampaio de Almeida, um exilado portuwaltense em Manaus.
ACONTECEU HOJE:
1783 – Os franceses Jean François Pilatre e François-Laurent dArlandes, realizam o primeiro vôo num balão de ar quente.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Hoje é...

Dia Nacional da Consciência Negra

A data foi criada pela lei nº 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Uma justa homenagem a Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares, que morreu no ano de 1695.

A homenagem a Zumbi foi mais que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão.

Sinônimo de resistência à opressão, Zumbi viveu e morreu por uma causa - a sobrevivência do seu povo e da sua cultura.

Viva Zumbi e seu legado de resistencia e coragem!

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

1969 - Pelé marca seu milésimo gol em uma vitória do Santos por 2 a 1 contra o Vasco, no Maracanã. Com a frase: “Dedico este gol às criancinhas do Brasil”, Edson Arantes do Nascimento faz mais um gol de placa, desta vez na política.

Imagem do selo comemorativo lançado pelos Correios.

1969 - Os astronautas da Apollo 12, Charles Conrad e Alan Bean, realizam o segundo pouso de seres humanos na lua.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

DITOS MALDITOS

Ao longo dos meus trinta e poucos anos já vi e ouvi muita coisa. Chego a pensar que meu poder de criação, ou inspiração seja uma grande fraude e que no fim das contas eu vivo mesmo é copiando coisas.

Algumas dessas coisas são os ditos populares. Parte deles, nem tão populares assim. Por isso resolvi criar (criar mesmo, eu acho) uma espécie de receita, inclusive com as contra-indicações. Exemplos:

“Quando eu era besta, os cavalos quase que me acabam.”

A pérola pode ser empregada para demonstrar seu grau mais elevado em esperteza. Quando algum espertinho ou espertalhão (não consegui estabelecer a diferença) tenta lhe ganhar e você percebe a armação a tempo.
É ótima, mas é necessário ter cuidado com crianças por perto. Vai que uma delas pede para você explicar?
Autor: Epaminondas Magalhães.
Aguarde mais para os próximos dias.

Frase:

"Olhe para a pessoa que lhe causa aborrecimento e tire proveito da oportunidade para controlar a própria ira e desenvolver a compaixão.
Entretanto, se o aborrecimento for muito grande ou se você achar a pessoa tão desagradável que seja impossível agüentá-la, talvez seja melhor sair correndo!"
(Dalai Lama)

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

ACONTECEU HOJE:

2006 – No Teatro e Memorial José Augusto de Araújo em Cruzeiro do Sul, o lançamento de Quatro Colinas.
Como agradecimento aos meus 481 fãs (que adquiriram o livro) vou postar três fotos:

sábado, 15 de novembro de 2008

FOTOS DE ANIVERSÁRIO:

O melhor de todos.
O maior torcedor e o maior Papa que conheceremos.
O mais conformado.

ACONTECEU HOJE:

1940 - Segunda Guerra Mundial: Começa o martírio das minorias. Fechado o gueto de Varsóvia, com 350 mil judeus reclusos.
1969 – Em Washington, o maior ato contra a guerra do Vietnã. A marcha de 250 mil pessoas, incluindo veteranos da guerra, liderados por comitê de 100 entidades pacifistas.
1989 – 1º turno da 1ª eleição presidencial em 29 anos; Collor (28% dos votos) e Lula (16%) vão para o 2º turno.
1889 – Proclamação da República do Brasil.
1895 - Fundado no Rio de Janeiro o Clube de Regatas do Flamengo.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Foto do dia:

Porto Walter "é apenas uma fotografia na parede, mas como dói... "
(caso Drummond fosse portuwaltense como eu).

PENSAMENTO:

"Promessa é dúvida"
(Alberto Maduar)

Aconteceu hoje:

1921 - Morre no exílio, em Paris, a Princesa Isabel.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Cercamentos Modernos

Um dia desses, voltando para casa me deparei com duas enormes crateras engolindo a pista. Uma, próximo à antiga Eletrônica Paiva e a outra no cruzamento das ruas Rio Grande do Norte com a 28 de Setembro.

Até aí tudo bem, buraco nas ruas de Cruzeiro do Sul não mereceria ser tema de um artigo, mesmo num bloguesinho como esse. Mas o que causou surpresa foi os grandes cercados protegendo as crateras.

Como sou professor de História, logo me veio à lembrança uma expressão tipicamente histórica – “Os Cercamentos”. Vamos à História e espero contribuir:

Antigamente a terra era de uso coletivo. A “propriedade privada” tal como a concebemos hoje, é um conceito puramente capitalista, colocado em prática na Inglaterra do século XVIII.

Se não fosse instituída, o capitalismo industrial não teria evoluído rumo à efetiva separação entre capital e trabalho, ou seja, não teria logrado o sucesso que logrou.

Os cercamentos nasceram em plena Revolução Industrial. Foi uma tentativa bem sucedida de tornar a produção mais eficiente garantindo matéria-prima e principalmente mão-de-obra para tocar as fábricas, inicialmente de tecelagens.

Com a industrialização, os senhores feudais passaram a “cercar” as suas terras arrendando-as como pastagens de ovelhas para a produção de lã e delas expulsando os camponeses.
Sem terra para fazer roçados, os camponeses migravam para as cidades em busca de um emprego nas fábricas.
E assim, para resolver os problemas causados por um contingente de pobres, o governo passou a cobrar dos industriais um percentual sobre seus lucros (que foi chamado de imposto), para construir conjuntos habitacionais, creches, penitenciárias, asilos e manicômios, para abrigar os indesejáveis indispensáveis.

Um pouco parecido, em Cruzeiro do Sul, a Prefeitura cobra dos contribuintes, suas taxas de IPTU, 50% de IPVA, ISS, alvará disso, alvará daquilo, apenas para recuperar ruas, para recolher o lixo, para recolher os cachorros, e outras coisinhas mais.

Quanto ao “cercamento” dos buracos, acredito ser uma tentativa da Prefeitura de proteger sua propriedade de algum motorista distraído. É uma forma de dizer aos moradores da cidade: Estes buracos são nossos, e representam a nossa administração.

Abaixo, fotos de um desses “cercamentos”.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Hoje é...

Dia do Armistício
Dia do supermercado
Dia do Diretor de Escola
Uma lembrança a todos os diretores e diretoras que pela competência marcaram e ainda marcam nossas vidas. Os meus favoritos: Irmão Mariano Spada (Esc. São José), Professores Siqueira (Esc. Craveiro Costa), Marcondes Siqueira (Esc. Marcelino Champagnat), Sebastião Correa, (Esc. Borges de Aquino), Nscimento (Esc. Flodoardo Cabral) e as Professoras Sernísia, (Esc. São José), Alice e Rosa Mônica(Pré-Escolar Marc. Champagnat), Raimunda Batalha, Regina Maia e Ruth Bernardino (Esc. Flodoardo Cabral).

Notícias da Ciretran

Aconteceu na última sexta-feira, dia 07/11, NO Auditório da Esc. Prof. Flodoardo Cabral, a segunda fase do “Projeto Motociclista Vivo – 2008”, com o tema: Legislação de Trânsito, ministrada para aproximadamente 80 motoristas profissionais (mototaxistas, perueiros e de transporte escolar).
A realização do projeto é uma tentativa da gerência da 1ª Ciretran de reduzir ainda mais o índice de acidentes de trânsito em Cruzeiro do Sul.

domingo, 9 de novembro de 2008

HOJE É DOMINGO

S.O.S. (Raul Seixas)
Hoje é domingo
Missa e praia
Céu de anil
Tem sangue no jornal
Bandeiras na Avenida Zil...
Lá por detrás da triste
Linda zona sul
Vai tudo muito bem
Formigas que trafegam
Sem porquê...
E da janela
Desses quartos de pensão
Eu como vetor
Tranqüilo eu tento
Uma transmutação...
Oh! Oh! Oh! Seu Moço!
Do Disco Voador
Me leve com você
Prá onde você for
Oh! Oh! Oh! Seu Moço!
Mas não me deixe aqui
Enquanto eu sei que tem
Tanta estrela por aí...
Andei rezando para
Tótens e Jesus
Jamais olhei pr'o céu
Meu Disco Voador além...
Já fui macaco
Em domingos glaciais
Atlântas colossais
Que eu não soube
Como utilizar...
E nas mensagens
Que nos chegam sem parar
Ninguém, ninguém pode notar
Estão muito ocupados Prá pensar...
Oh! Oh! Oh! Seu Moço!
Do Disco Voador
Me leve com você
Prá onde você for
Oh! Oh! Oh! Seu Moço!
Mas não me deixe aqui
Enquanto eu sei que tem
Tanta estrela por aí...

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Foto:

Margens solapadas pela incessante ação das águas.

ACONTECEU HOJE

1917 - Liderados por Vladimir Lenin, os bolcheviques tomam o poder na Rússia e derrubam o governo provisório de Alexander Kerensky e começa a primeira experiência de construção do socialismo no mundo. A Revolução Russa inaugura uma nova era na história mundial.
1992 - Nos 75 anos da Revolução de 1917, 50 mil saem às ruas em Moscou pela renúncia de Ieltsin e a volta do comunismo.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

A Sombra e a Escuridão

Ótimo filme. Principalmente pelas belas imagens africanas e principalmente pela participação (ainda que efêmera), do Michael Douglas como um valente matador de leões.

Apesar do título, não estou disposto a falar de cinema, embora ontem tenha sido o Dia do Cinema Brasileiro, que aliás, há tempos deixou de ser apenas palavrão e cenas de sexo.

Também não estou disposto a falar sobre política, sobre pouca vergonha, sobre desrespeito, sobre incompetência, muito menos sobre os descaminhos que a “desadministração” municipal tem tomado depois das eleições.

A iluminação pública na minha rua (Rego Barros, entre as ruas Paraíba e Rio Grande do Norte), atualmente me faz recordar o grande filme, pelo menos no que se refere ao título. Mas vai que aparece um leão?

Duas imagens do mesmo local. O dia e a noite. A sombra e a escuridão.

ACONTECEU HOJE

1964 - Golpe militar na Bolívia derruba o Pres. Estenssoro.
1984 - Pinhochet usa o estado de sítio para reprimir protestos populares no Chile.

Boa tarde, meu bom amigo Padre Jorge!

Seu pedido é uma ordem. "Profissao de Fé" de Bilac.

PROFISSÃO DE FÉ
(...)
Invejo o ourives quando escrevo:
Imito o amor
Com que ele, em ouro, o alto relevo
Faz de uma flor.
Imito-o. E, pois, nem de Carrara
A pedra firo:
O alvo cristal, a pedra rara,
O ônix prefiro.
Por isso, corre, por servir-me,
Sobre o papel
A pena, como em prata firme
Corre o cinzel.
Corre; desenha, enfeita a imagem,
A idéia veste:
Cinge-lhe ao corpo a ampla roupagem
Azul-celeste.
(...)

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Trecho de um Discurso de Formatura (31.10.2008)

"Há quinze anos, nenhum de nós era importante, nenhum de nós se julgava importante. Naquela época queríamos apenas sobreviver e garantir nosso lugar ao sol.
E hoje, que já nos tornamos importantes, o que mais poderíamos esperar do futuro?
Naquela época éramos pouco mais que miseráveis e nos contentávamos com as sobras orçamentárias de governos corruptos.
Por que então, hoje, que já podemos ousar, que já vencemos tantas lutas, que já somos ouvidos, continuamos com os mesmos discursos de perseguição e de desesperança?"

Pronunciado pelo orador da turma de Sargentos-2008 da Polícia Militar do Acre/Cruzeiro do Sul em referência ao pensamento de uns poucos que insitem em nao ver as melhorias do presente.

ACONTECEU HOJE


1860 - Abraham Lincoln é eleito presidente dos Estados Unidos.

1911 - Após liderar uma rebelião contra o ditador Porfírio Diaz, Francisco Madero é eleito presidente do México. A vitória do liberal deu início à Revolução Mexicana, primeira revolta popular do século XX.

1913 - Mahatma Gandhi, líder nacional e espiritual indiano, é preso por liderar a marcha dos mineiros indianos no sul da África.

1982 - A usina hidrelétrica de Itaipu é inaugurada.

1988 - Seis mil computadores do Departamento de Defesa norte-americano param devido a um vírus: o culpado é o filho de 23 anos do chefe da agência de segurança de computadores do país.

1998 - O cantor e compositor Chico Buarque lança o CD As cidades, depois de cinco anos sem gravar músicas inéditas.

HOJE É:

Dia Nacional da Cultura
Dia do Cinema Brasileiro
Dia do Rádio Amador

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Hoje é:
Dia do Escoteiro do Brasil e Dia do Inventor.

Hoje na História:

1969 - Assasinato de Carlos Marighela, lider oposicionista ao regime militar.
1979 - Invasao da embaixada dos EUA em Teera.
1995 - Yitzahak Rabin é assassinado por um extremista em Tel-Aviv, após participar de um comício pela paz.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Foto:

Da janela de um BlakHawk da FAB, um "Lago cerrado" no Juruá no trecho Cruzeiro do Sul-Porto Walter.

Dia de Finados

Ontem foi Dia de Finados.

Para não fugir ao costume, não fui ao cemitério. Não gosto de penitenciárias, de velórios, de hospitais, de manicômios e muito menos de cemitérios. Também não gosto que me achem estranho por isso. Não gostar, não quer dizer que não pense sobre o assunto.

Não é que me perceba pouco à vontade entre os mortos. É mais que isso. Ir ao cemitério, é admitir certas verdades dolorosas e vergonhosas demais para um camarada que foi batizado, fez aulas de catecismo e foi confirmado em 1985 por Dom Henrique.
Uma dessas verdades, é que morro de medo de morrer. Sufoca-me e me angustia por demais a idéia (e a certeza, por que não?) de que em 2071, no dia 07 de abril, às cinco e meia da tarde, partirei desta para uma outra melhor (pelo menos é o que os abestados dizem por aí). Quem é lá que sabe, rapaz...

Mesmo completando 100 anos, é chato demais morrer. Admito, sem vergonha nenhuma que a certeza da morte já me roubou muito sono. Já roubou, digo, porque descobri que perder sono é uma das maiores causas de envelhecimento precoce, e envelhecendo, não tem “valha-me-Deus”.

Pelo menos admito minha fragilidade. Tenho um amigo que não admite o medo da morte, embora seja um hipocondríaco como poucos que eu conheço, o que acaba sendo uma contradição da parte dele. Será que se não tivesse medo ele tomaria remédio?
Ter medo da morte é próprio da condição humana. O próprio Cristo, diante da visão do martírio que enfrentaria, por um instante hesitou. Não temer a morte é colocar-se acima de Cristo.

Dessa forma, para não parecer muito vaidoso, aceito minha fragilidade. Tenho medo sim. Não aceito de bom grado tal idéia.

Mas não custava nada ter ido ao cemitério.

sábado, 1 de novembro de 2008

PROMOÇÃO DE SARGENTOS


Ontem, dia 31, o Comando da Polícia Militar promoveu 142 policiais à graduação de 3º Sargento. O Curso de Formação de Sargentos – CFS foi realizado em diversos municípios do Estado do Acre. Em Cruzeiro do Sul a turma era formada por 32 policiais, todos da turma de 05 de abril de 1993.
O Curso é fruto da aprovação do novo Estatuto dos Policiais Militares do Acre, onde assegura o direito à matricula de policiais em Cursos de Cabos ou Sargentos com 10 ou 15 anos de serviço.


O destaque foi a ótima classificação dos cruzeirenses que conseguiram 7 das 10 primeiras colocações do curso a nível estadual. A solenidade de formatura ocorreu no Auditório da Escola Dom Henrique Rüth e contou com a presença de familiares e amigos.


Parabéns a todos os novos sargentos, aos seus familiares e ao Comando do 3º Batalhão de Polícia Ambiental de Cruzeiro do Sul.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Literatura Brasileira

Hoje é Dia das Bruxas. Parabéns a todas as bruxas do mundo, principalmente as que conheço.
Mas também é o Dia das Donas de Casa, do Comissário de Vôo...
Fui severamente repreendido por ter postado Florbela Espanca antes de homenagear um escritor nacional. Ah, povo difícil, meu Deus!
Tudo bem, vamos começar por um bem antigo, que já gostei muito, mas porque me falaram que ele perseguia os modernistas, deixei um pouco de lado.
Bilac tem sonetos belíssimos.
Tédio

Sobre minh'alma, como sobre um trono,
Senhor brutal, pesa o aborrecimento.
Como tardas em vir, último outono,
Lançar-me as folhas últimas ao vento!

Oh! dormir no silêncio e no abandono,
Só, sem um sonho, sem um pensamento,
E, no letargo do aniquilamento,
Ter, ó pedra, a quietude do teu sono!

Oh! deixar de sonhar o que não vejo!
Ter o sangue gelado, e a carne fria!
E, de uma luz crepuscular velada,

Deixar a alma dormir sem um desejo,
Ampla, fúnebre, lúgubre, vazia
Como uma catedral abandonada!...

Última Página

Primavera. Um sorriso aberto em tudo. Os ramos
Numa palpitação de flores e de ninhos.
Doirava o sol de outubro a areia dos caminhos
(Lembras-te, Rosa?) e ao sol de outubro nos amamos.

Verão. (Lembras-te, Dulce?) À beira-mar, sozinhos.
Tentou-nos o pecado: olhaste-me... e pecamos;
E o outono desfolhava os roseirais vizinhos,
Ó Laura, a vez primeira em que nos abraçamos...

Veio o inverno. Porém, sentada em meus joelhos,
Nua, presos aos meus os teus lábios vermelhos,
(Lembras-te, Branca?) ardia a tua carne em flor...

Carne, que queres mais? Coração, que mais queres?
Passam as estações e passam as mulheres...
E eu tenho amado tanto! e não conheço o Amor!
Olavo Braz Martins dos Guimarães Bilac, jornalista, poeta, inspetor de ensino, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 16 de dezembro de 1865, onde também faleceu, em 28 de dezembro de 1918. Foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras.

Filho de Braz Martins dos Guimarães Bilac e Delfina Belmira dos Guimarães Bilac. Matriculou-se na Faculdade de Medicina no Rio de Janeiro, mas desistiu no 4o ano. Tentou o curso de Direito em São Paulo, mas desistiu no primeiro ano. Dedicou-se entao ao jornalismo e à literatura. Fundou vários jornais, todos de pouca duraçao, como A Cigarra, O Meio, A Rua. Na seção "Semana" da Gazeta de Notícias, substituiu Machado de Assis, trabalhando ali durante anos.
É o autor da letra do Hino à Bandeira.

Pelo jornalismo político que exercia nos primeiros anos da República, foi severamente perseguidos por Floriano Peixoto. Esteve escondido em Minas Gerais, quando freqüentou a casa de Afonso Arinos em Ouro Preto. No regresso ao Rio, foi preso. Em 1891, foi nomeado oficial da Secretaria do Interior do Estado do Rio. Em 1898, inspetor escolar do Distrito Federal, cargo em que se aposentou, pouco antes de falecer.
Sua obra poética enquadra-se no Parnasianismo, que teve na década de 1880 a fase mais fecunda. Embora não tenha sido o primeiro a caracterizar o movimento parnasiano, pois só em 1888 publicou Poesias. Fundindo o Parnasianismo francês e a tradição lusitana, Olavo Bilac deu preferência ao soneto.
Nas duas primeiras décadas do século XX, seus sonetos de chave de ouro eram decorados e declamados em toda parte, nos saraus e salões literários comuns na época. Nas Poesias encontram-se os famosos sonetos de "Via-Láctea" e a "Profissão de Fé", na qual codificou o seu credo estético, que se distingue pelo culto do estilo, pela pureza da forma da linguagem e da simplicidade.
É a um só tempo, um poeta lírico, e um poeta de tonalidade épica, de que é expressão o poema "O caçador de esmeraldas", celebrando os feitos, a desilusão e morte do bandeirante Fernão Dias Paes. Bilac foi eleito o "Príncipe dos Poetas Brasileiros", no concurso que a revista Fon-fon lançou em 1o de março de 1913. Alguns anos mais tarde, principalmente por acasiao da Semana de Arte Moderna, os poetas parnasianos seriam o principal alvo do Modernismo. Foi um destacado conferencista, e produziu também contos, crônicas e obras didáticas.
Obras: Poesias (1888); Crônicas e novelas (1894); Crítica e fantasia (1904); Conferências literárias (1906); Dicionário de rimas (1913); Tratado de versificação (1910); Ironia e piedade, crônicas (1916); Tarde (1919); Poesia, org. de Alceu Amoroso Lima (1957).