Este é um blog de opinião. As postagens escritas ou selecionadas refletem exclusivamente a minha opinião, não sofrendo influência ou pressão de pessoas ou empresas onde trabalho ou venha a trabalhar.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Acriano, eu?

Nossa Senhora do Desterro, como diz a minha mãe. Esconjuro!!!

Já está decidido: Aqui neste Blog jamais se escreverá outra vez a corruptela ACRIANO. A permissividade (em maiúsculo) se deu porque me revolta o fato de alguns “estilistas” (em referência à língua e à frescurites) ficarem inventando moda.

Aqui, não! Que mudem o Hino ACREANO primeiro (será que é possível?), depois a gente conversa.

Sou ACREANO porque nasci no ESTADO DO ACRE. Não sou palhaço nem marionete e ainda que fosse, seria por livre e espontânea vontade, não para seguir outros palhaços.

Então, quem quiser ser outra coisa que seja, mas tem que criar um Estado novo e um novo hino.

Taí, não tem um monte de irresponsáveis querendo desenterrar o moribundo Estado do Juruá? Que inventem, e estabeleçam por decreto que quem nascer nele se chamaria “isso aí” que a maioria dos jornais já aceitou como regra.

Aqui, não!

Ah, o Hino ACREANO? Pois é, para facilitar o trabalho dos “especialistas” vou sublinhar na letra, as duas partes em que deverão fazer as devidas gambiarras:


HINO ACREANO.

I

Que este sol a brilhar soberano

Sobre as matas que o vêem com amor

Encha o peito de cada ACREANO

De nobreza, constância e valor...

Invencível e grandes na guerra,

Imitemos o exemplo sem par

Do amplo rio que brilha com a terra,

Vence-a e entra brigando com o mar.

(...)

Como se vê, não deve ser muito difícil, né? Mas não façam isso pelo amor de Deus...

2 comentários:

Voz do disse...

É isso ai, mano Franciney, também vou pactuar de seu sentimento Acreano!
Abraços - Elson

jhonatan disse...

Concordo com vc Franciney as "Pessoas"pensam que somos marionetes e que vamos ficar sendo controladas por elas.
Sou Cruzeirense e ACREANO,mais fico muito triste quando "muitas" pessaos falam pra mim que o ACRE nao existe.Estou morando atualmente em Pontes e Lacerda mas, nao me esqueço em nenhum momento do meu querido ACRE...
Um abraçao