Este é um blog de opinião. As postagens escritas ou selecionadas refletem exclusivamente a minha opinião, não sofrendo influência ou pressão de pessoas ou empresas onde trabalho ou venha a trabalhar.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Pôr-do-Sol no Saboeiro

O Saboeiro ainda é bonito. Tudo bem que hoje já está povoado e é uma tremenda "roubada" um sujeito de outro bairro ir passear por ali.

Programa de muitos da minha idade que até pelos meados dos anos 90 atravessavam a cidade com as boas pernas que ainda temos, apenas para fazer algumas fotos e tomar um banho no Igarapé São Salvador, de águas inofensivas e refrescantes.

Quanto à fotos e poses nas "montanhas" do Saboeiro, apenas os mais ricos é que se davam a tais modas porque podiam ter máquina fotográfica com filme revelados na Foto Tavares pelos olhos da cara, mas que tinha brindes como um pôster, um album, outro filme e uma cartela de adesivos com frases do tipo "que decepção..." (quando a foto ficava mais feia que o dono dela e alguém queria "zoar" o outro).

A maioria da "negada" ía mesmo só para tomar banho e tentar faturar alguma garota.  Êta que tempo difícil, meu Deus..., sem dinheiro até pra comprar "vip", como é que se arrumava namorada, sem moto, bicicleta, só no papo? O Saboeiro ensinava e alguns aprendiam. Era difícil, mas era divertido.

Hoje, coitado do São Salvador, transformado em esgoto dos bairros da Lagoa, Cruzeirinho Novo, Manoel Terças, Saboeiro, Cohab, Formoso, Vila Rica e Aeroporto Velho.

As fotos podem não ser sinônimo de perfeição fotográfica (capturadas com um simples celular), mas nos remetem a um tempo de nostalgia em que o maior perigo do Saboeiro era encontrar por ali o "Seu" Chaga Araújo, o proprietário da fazenda.

O Pôr-do-Sol no Bairro Saboeiro em Cruzeiro do Sul.

2 comentários:

Isaac Melo disse...

Caro Franciney,
não somos saudosistas, mas recordar aquilo que foi bom no passado é um privilégio. Não conheço aí, mas creio que era um belo lugar e ainda continua como as fotos mostram, apesar de já não ser o mesmo Saboeiro de sempre.

Um forte abraço e parabéns pelo blog e já o linkei ao Alma.

Luíz Almeida disse...

Estivemos juntos lá uma vez, lembra? 89 ou 90 talvêz, realmente a grana era curtíssima, era um domingo fomos c duas amigas suas, eu muito tímido...