Este é um blog de opinião. As postagens escritas ou selecionadas refletem exclusivamente a minha opinião, não sofrendo influência ou pressão de pessoas ou empresas onde trabalho ou venha a trabalhar.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

BBB - 10 anos de inutilidade.


Há 10 anos a TV brasileira tem nos feito mais babacas e incapazes do que julguei que fosse possível.
Não bastaram as novelas. Com elas, por mais de 40 anos, depois de tantas Helenas, coronéis, empresários, políticos e até mendigos (como foi Sassá Mutema) ainda nos restava um pouco de dignidade. Era preciso mais.

Agora com o BBB, que completa uma década, nos abestalhamos de vez.

Estive a olhar ontem, por respeito ao pessoal da casa (digo, que eu me encontrava no momento da estréia) e me surpreendi novamente com a falta de criatividade. O mesmo apresentador (que tirando uma interpretação de “Filtro Solar” e uma poesia para o Bussunda nada fez de extraordinário), a piscina, a mesma sensualidade dos participantes, tudo igual.

Todos “sarados”, dentes perfeitos, classe média elevada, com sua opção sexual bem definida (ouvi um dos participantes dizer que sexo com ele tanto faz, do jeito que tocar ele dança, legal né?). Todos com um único objetivo: Levar vantagem, passar por sobre os demais concorrentes e ficar rico.

Ficar rico, esse é o objetivo de milhões de pessoas no Brasil, mas há também muitos milhões que apenas querem alimentar, vestir os filhos, e é exatamente esse contingente de pessoas que fazem da Rede Globo uma potência. A Globo foi criada para enganar as pessoas. O BBB, importado dos países ricos, é a sua mais nova invenção.

Aquela palhaçada não pode ser o “retrato do Brasil” como querem mostrar. Aquilo é lixo da pior qualidade que não se presta sequer à reciclagem. É descartável, feito por pessoas descartáveis, para pessoas inconstantes e  alienadas. (Em tempo: Alienação é uma forma de tirar a identidade e a consciência das pessoas, é a falta de conhecimento dos mecanismos de dominação presentes na sociedade).

E aí, somos ou não somos alienados?

O BBB vende milhões. As marcas pagam milhões para aparecerem no Programa, e lucram milhões com a propaganda 24 horas pelo tempo que durar a palhaçada.

Milhões de babacas ligarão ou acessarão a internet para “queimar” ou “proteger” alguém. As operadoras de telefonia contabilizarão seus lucros e os babacas encontrarão a felicidade ao verem seu “brother” embolsar UM MILHÃO E MEIO DE REAIS.

Com o BBB o que fica evidente, pelo menos na minha observação, é a futilidade do objetivo e a falta de conteúdo das conversas. Não acrescenta, não surpreende, nada faz para melhorar a situação do país, para a evolução da humanidade.

Não darei mais audiência ao famigerado canal de televisão. Registro aqui o meu protesto. 

Agora, se te interessa ver alguém sentado num vaso sanitário, faça uma assinatura e tenha acesso irrestrito à Casa BBB durante 24 horas.        

4 comentários:

Izau Melo † disse...

Querido e estimado amigo franciney, esse sem dúvida foi uma das melhores críticas que li a respeito desse lixo audiovisual chamado BBB. Odeio esses reality shows, isso prova até onde vai o nível de inutilidade tanto da rede globo quanto dos brasileiros, e não critico a globo, afinal quem quer ganhar dinheiro lança qualquer coisa, agora o direito de assistir ou não cabe ao telespectador. Sabe eu penso no que pensava os caras que criaram isso, "vamos fazer uma casa, colocar um monte de gente dentro e espiar como eles se comportam”. Só ao ver a idéia já deveria ser um nojo, quer espiar a vida dos outros, cuida pelo menos da tua casa!!! Um Lixo, pra ser sincero eu acredito que tudo ali não passa de um teatro, todo mundo dentro daquela casa recebe roteiros de como devem proceder e se comportar, se não fosse assim, por que que nunca colocam um analfabeto lá dentro? Observe que praticamente todos os que participam viram atores ou apresentadores de programas... Não seria muita coincidência? Solte um bando de gente dentro de uma casa e deixem eles lá a vontade, no máximo vai todo mundo dormir, comer e esperar o tempo passar... Mas enfim, isso aqui é só um comentário, deixem que os babacas divirtam-se com outros babacas e outra, a TV é a cara do Brasil, é disso que o brasileiro gosta... Não vê a malhação? Vai acabar algum dia será?
Se é pra ser reality show, que pelo menos fosse com pessoas intelectuais, doutores, filósofos, escritores, gente que tivesse coisas interessantes pra conversar, porque se é pra falar merda, é só eu descer a ladeira e parar num boteco.

Só mais um detalhe, não poderia ficar indiferente ao que aconteceu com o Haiti, em 2004 quando a seleção brasileira esteve por lá, foi o dia mais feliz da vida daquele povo, eles até fizeram um documentário, chamado “O dia em que o Brasil esteve aqui” e esta semana, sendo os dias mais tristes da história desse povo, com mais de 100 mil mortos, os brasileiros se tornam indiferentes (na sua maioria) e assistem BBB, mais preocupados com os imbecis que estão lá dentro...

É o que penso a respeito do Big Bosta Brasil.

UJS DE CRUZEIRO DO SUL disse...

parabéns pela matéria meu amigo eu já ia fazer um texto sobre isso mas esse que vc fez ta perfeito.

ELVIS LENNON disse...

Kra respeito tua opinião, mas axo tbm q há critca q vc faz a globo nem sempre está certa, pq as novelas sempre trazem conhecimentos, certo q só são algumas, e o BBB , kara é muito massa , nem que seja só para pessoas "futeis" assistir

Terra Náuas disse...

E a Globo ainda se coloca no papel de defensora da "liberdade de explressão". Aldous Huxley tinha razão" no futuro haverá tanta informação inútil que não será preciso censura, pois aquilo que realmente importa não será percebido pelo povo."