Este é um blog de opinião. As postagens escritas ou selecionadas refletem exclusivamente a minha opinião, não sofrendo influência ou pressão de pessoas ou empresas onde trabalho ou venha a trabalhar.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Arena do Juruá


Estive envolvido com a inauguração do estádio Arena do Juruá. Não ao lado das autoridades evidentemente, tampouco jogando uma bolinha com os atletas de Náuas e Palmeiras.

 Foto: Onofre Brito

Do lado de fora será sempre melhor fazer avaliações. Aproveitei para fazer comparações: Desde que me entendo por gente, foram muitos os governadores que passaram por este Estado antes do governador Binho. Joaquim Falcão Macedo, Nabor Junior, Flaviano Melo, Edmundo Pinto, Romildo Magalhaes, Orleir Cameli e Jorge Viana. Quase todos construíram algum campo de futebol. Nabor fez um em Tarauacá, Romildo outro em Feijó, talvez Flaviano outro em algum município, Orleir... acho que não. Em Mâncio Lima, tocado pela prefeitura se tinha um bom estádio, o Japiin. Estádios de futebol no Acre mesmo, foram dois: Um em Rio Branco, o Arena da Floresta, construído na administração do governador Jorge Viana e outro em Cruzeiro do Sul, o Arena do Juruá, inaugurado ontem nos últimos dias do governo Binho.

Tenho ouvido alguns patifes que se promovem “especialistas em tudo” criticarem o fato do estádio ter sido entregue “apenas” com uma parte concluída, que a grama ainda não está 100%, que é muito longe... Pelo menos agora nós temos uma “parte” de um estádio construído e não apenas uma maquete no corredor da prefeitura. Pelo menos o estádio tem um gramado, não um pasto onde ovelhas e vacas podem pastar como já vi em outros “estádios” cruzeirenses. Quanto à distância, já inventaram a bicicleta...

Dia desses ouvi um desses párias vociferando que desconhece obras do Governo do Acre em Cruzeiro do Sul. Engraçado, se a obra tivesse sido financiada pelo Banco do Vaticano, não deveria ter sido inaugurada pelo Papa? Ou pelo menos, pelo bispo de Cruzeiro do Sul? E quem estava lá? O Governador do Estado do Acre, os deputados do povo do Acre.

Ali fora, diante do Arena, observei um desses párias que se dirigia ao  portão principal. Apurei o ouvido e ouvi a surpresa dele, ao saber que o jogo de abertura seria apenas um tempo de jogo entre dois times locais - Náuas e Palmeiras. Assim manifestou sua revolta, dor-de-cotovelo e ingratidão: “É uma vergonha, lá em Rio Branco eles trouxeram uma seleção e aqui é duas bombas!” Eu poderia concordar com ele? De maneira nenhuma, pois de que adiantaria trazer um grande time de futebol gastando milhões? Seria um prato feito para falarem em desperdício, em descaso com os jogadores locais, etc...

Não adianta, pessoas assim não enxergam mesmo, nem se enxergam mesmo, como podem ver alguma coisa além do fanatismo e da demagogia?

Fanatismo e demagogia... A inauguração de uma obra daquele porte nas mãos de alguns demagogos do presente teria a dimensão de uma chegada do homem a Marte, assim como já foi por aqui a chegada do Papai-Noel ou o “ascendimento” das luzes do Natal. Nos dois casos e em outros menores um carro de som bradou dias e dias por todos os bairros de Cruzeiro do Sul convidando a população para prestigiar.

Posição contrária a esse sensacionalismo volante, o governador Binho e o PT (como se referem os invejosos), sempre inaugurou obras aqui pelo Juruá em silêncio. Assim foi com o Pró Acre, a Reforma da Delegacia de Polícia, do Quartel da Polícia Militar, da estrada da Boca da Alemanha ao Posto Rodoviário, a Escola Craveiro Costa, o novo Terminal do Aeroporto, o Estádio Arena do Juruá, o Hospital Materno-Infantil e tantas outras.     

Silêncio, eu aprendi no cascudo, é sinal de respeito. Será que é por isso que alguns invejosos não estavam presentes na inauguração do estádio? Quem duvida...    

2 comentários:

Serafim - Sabará disse...

Caro Amigo, muitas são as vezes, que fico a pensar, quando teremos pessoas de sua qualidade, com coragem de escrever sobre o que vem mudando em nossa Cruzeiro do Sul, e que muitos não reconhecem e aceitam.

esporte do juruá disse...

Sou seu fã ...não tenho o domínio das palavras como você...e as vazes ate penso que você talvez tenha nascido no lugar errado ai mim lembro que vc e Portovaltense e descordo do meu pensamento ,mas deus escreve certo em linhas certas,”nos” homens e que fazemos arudeios...
Tenho pensamento diferente sob a inauguração do estádio...que pelo menos fizeram o que muito prometeram... diferente de minha terra que a 14 anos os representantes promete mas nada fazem , hora se cada vez que eu ouvir um político dizer que ia fazer um campo em Porto Walter,ele colocasse dois reais na conta da prefeitura ,teríamos milhões,e faríamos um “arena da colina” melhor ou igual ao do Juruá. Perigoso seria se o atual prefeito soubesse em que conta estiver o dinheiro, mas deixa pra La vamos ao fato que vc, tem razão ao dizer que “Seria um prato feito para falarem em desperdício, em descaso com os jogadores locais...(Ler artigo).
Pura inveja, e uma festividade, os jogos mesmo só em fevereiro, que mal acostumados pelo campeonato cruzeirense que a entrada e franca, muitos vão criticar porque vão tem que paga 10,00 reais para entrarem e assistir ao jogos do campeonato acreano . Ano novo, mas tudo velho. Concorda?